Resolveu compartilhar os preciosos achados que garimpara em seus mergulhos internos. Daí, reuniu os amigos e lhes falou das descobertas que lhe proporcionaram enxergar a insignificância da vida que levam as pessoas acarneiradas pelas triviais demandas do cotidiano, bem como do magnífico caminho que se abre quando despertam de tamanha sonolência. Sugeriu algumas ações criativas para o enriquecimento da existência comparando os resultados esperados de tal iniciativa com o repetitivo e domesticado fazer do dia a dia que a todos aliena.

Quando retirou-se seus amigos foram unânimes no comentário: algo muito grave está acontecendo com ele.

Histórias Curtíssimas, Jayme Teixeira