ANIMAIS SÃO PURO INSTINTO. O automatismo instintivo os orienta de forma que, havendo condições favoráveis de sobrevivência, fica tudo bem com eles.
Com o ser humano é diferente. E bem mais complicado: a capacidade de pensar nos leva a ter dúvidas; o livre arbítrio nos obriga a fazer escolhas. Duas situações que, embora altamente evolutivas, nem sempre são confortáveis.

Mas a diferença fundamental não está aí: diferentemente dos animais, se temos atendidas todas as nossas necessidades de sobrevivência, isso não nos garante satisfação.