Ao longo de nossa jornada evolutiva vivenciamos várias etapas. Uma delas é vencida quando, descontentes com a mera satisfação de nossas necessidades puramente TRIDIMENSIONAIS (ar, água, comida, sexo, abrigo, afeto), começamos a ansiar por necessidades mais sutis.

Inicia-se aí o caminho do buscador, verdadeira epopeia recheada de transformações e crises… Afinal, trata-se agora não mais de conquistar o sólido e o concreto, mas sim o fluido e abstrato: o sentido da vida que revela o PROPÓSITO do que cada um veio fazer na Terra.