Quando nasceu, você trouxe para essa vida uma rica bagagem de capacidades, singularidades, além de variados talentos.

Você chega nesse mundo pleno de alegria, entusiasmo, curiosidade, imaginação, criatividade, confiança, espontaneidade.

Como nasceu num mundo que já estava aqui primeiro, você foi obrigado a se adaptar às regras criadas pelas pessoas. Foi aí que começou o processo de deformação, geralmente conhecido por educação.

TODAS as suas melhores potencialidades foram desestimuladas enquanto prosperava livre o aprendizado da inautenticidade e da mesmice.

Foi por conta dos padrões negativos que te impuseram desde criança que você passou a focar mais os defeitos do que as qualidades.

É por isso que o mundo é feito de pessoas comuns! Mas há uma boa notícia: gente comum pode deixar de ser comum. Claro, não basta querer…

E, se você quer mais, muito mais do que tem conseguido, isso significa que, de alguma forma, essa vidinha mediana que você tem levado já não está mais te satisfazendo. Acorda!